domingo, 16 de outubro de 2011

O Mundo em que Vivo

O mundo em que vivo deveria ser o melhor de todos os mundos
(se é que existem outros!)...
O mundo em que vivo deveria ser o mais acolhedor,
O mais temático e
o mais animado, fazendo a todos que nele estão a cada dia mais felizes.
O que vimos?
Vimos todos os dias o nosso mundo tornar-se o pior de todos...
Sangue jorrando para todos os lados,
Seres matando seres...
A espécie humana aniquilando-se,
Devorando seu próprio semelhante, e
Devorando o mundo.
Almejar viver dignamente?
Tranquilos?
Não sei....
Tarefa quase impossível.
Impossível vivermos dignamente enquanto seres continuarem matando seres...
Todos os instantes ouvimos massacres,
Guerras,
Lutas e
Destruição maquiavélicamente pensadas.
A que racionalidade chegamos?
Com toda a certeza,
A racionalidade nenhuma...
Seres racionais jamais tirariam a vida de seus semelhantes!
Escolas, ao invés de serem berços de aprendizagem,
Sabedoria e Recriadora de gênios,
Hoje são palcos de brutalidades que nenhum outro ser,
Em sã consciência, seria capaz de acreditar ser possível...
O mundo em que vivo está sendo desfigurando!
O que fazer para reconfigurá-lo na sua forma de mundo enquanto berço de bondade e satisfação de vida?
Simples...
Devemos voltar a sermos HUMANOS o suficiente para respeitar uns aos outros.
Devemos saber controlar nossos preceitos capitalistas para que estes também não venham a serem causadores de mortes...
Enfim,
Sejamos apenas humanos dignos de dar e receber respeito.
Ser humano não é apenas possuir osso, carne, músculos....
É possuir essência, sobretudo, de vida!


Autor: Rubens Staloch

Um comentário:

Denize disse...
Este comentário foi removido pelo autor.